Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

30 junho 2017

Desapegue das suas coisas corretamente

Oi gente!
Sempre que entro de férias da faculdade, uma das coisas que eu adoro fazer é desapegar das coisas que vivem no meu guarda roupa que eu não uso mais, que estão velhas, que me incomodam ou não servem mais. E quase todas as peças de roupa ou sapatos eu vendo ou doo para meus parentes ou pessoas necessitadas. Essa terapia que faço já tem anos e confesso que me faz bem, tanto por desapegar para dar lugar às coisas novas, como por ajudar as pessoas a usufruírem aquelas coisas que não fazem falta para mim. E pensando nisso, trago algumas dicas para lhe ajudar a desapegar da forma correta.
Vamos conferir?



Roupas:
Se você tem roupas que não usa mais, ou que estão desgastadas, rasgadinhas ou peças que te incomoda ou não servem mais, são as peças ideais para o desapego. Para as peças em boas condições, venda ou doe para quem precisa. Se elas estão muito desgastadas ou defeituosas, jogue-as fora ou use para auxiliar na limpeza de casa (como um pano para tirar poeira ou passar pano no chão) ou agasalho para seus animais de estimação.


Sapatos:
Se você tem aqueles sapatos bem desgastados, velhos ou que te incomodam, desapegue deles, seja vendendo os calçados mais conservados ou doando todos eles para as pessoas que precisam e que farão mais uso deles do que você.


Itens:
Se você tem acessórios, cosméticos, ou qualquer outro item no seu cantinho na qual você não faz uso ou estão velhos, vencidos, etc. Desapegue deles também!  Aqueles cosméticos velhos e vencidos, jogue-os fora e os demais doe para quem precisa e que ficará feliz com aquilo que você não usa mais.

Com essa atitude, você começa a ser mais organizada, econômica (porque você começa a comprar aquilo que realmente precisa), se sente bem, mais leve e feliz por ajudar aqueles que precisam de roupas ou acessórios, mas não tem condições para adquirir.







Vocês já desapegaram das suas coisas também? Comente! 




Até a próxima!
Beijos. 

Depressão

Oi gente!
Hoje criei coragem para compartilhar algo íntimo que sofro desde os 10 anos de idade e sempre fui covarde para procurar ajuda e tratamento adequado.


Tudo começou quando eu estava ficando mocinha... Tudo evoluiu depressa; com 10 anos eu já tinha seios, muitos pelos, espinhas, pele oleosa e já menstruava (consequências da Síndrome dos ovários policísticos). Quando você estuda em escolha pública de ensino fundamental sabe que o preconceito, discriminação e desrespeito rolam à solta (se era assim na minha época, imagina 14 anos depois).
Meus colegas e amigos eram os primeiros a denegrir minha imagem, até aquelas que se diziam minhas melhores amigas, eram as primeiras a me apelidarem de "gorda", "feia", "baleia - assassina", "porquinho da Tele Sena", dentre outros apelidos maldosos. Até meus professores não gostavam de mim pela minha aparência, exceto uma que sempre me defendeu das brincadeiras de mal gosto dos meus colegas e "amigos" (Ela era acima do peso assim como eu era, talvez deve ter sentido a discriminação que eu sentia na sala de aula).


Na época era zoação para "meus amigos e colegas", para mim era motivo de me odiar, me sentir um lixo, uma pessoa que não merecia viver. Já tentei suicídio por 2 vezes, mas na hora, sempre que eu tentava, vinha no pensamento minha mãe e meu irmão; eu sentia que eles me amavam como eu era e precisavam de mim, acabava desistindo. No mesmo período, quase fui vítima de abuso sexual, mas, pela misericórdia de Deus e por minha mãe sempre ter acreditado em mim e tomados as medidas cabíveis, não virei mais uma triste estatística. Outro acontecimento que ocasionou no surgimento da minha depressão tão novinha. E em 2012, descobri que tinha SOP e a depressão veio severamente, assim no ano de 2014 em que descobri uma traição da pessoa que eu amava e quando meu ex ficou noivo fiquei por meses em depressão, sem sair ou comer (por isso emagreci tão rápido). Por esses motivos, sempre fiquei em casa, nunca sai para lugares bacanas em que a maioria da minha idade já foram (exceto para a escola, igreja ou comprar alguma coisa numa loja e pagar contas). Me acostumei a ficar sozinha, ter pouquíssimos amigos e ficar em casa com minha família.




Depois que perdi meu pai em 2016, tudo piorou... Meu rendimento na faculdade ficou péssimo (ainda continua), tenho dificuldade de reter informações novas,concentrar, exercer raciocínio e fazer novas amizades. Esse "bloqueio" que criei em mim mesma, foi consequência da morte do meu pai. Não foi apenas na faculdade, onde eu moro também. Me considero hoje como uma "antissocial", pois, não consigo abrir espaço para ninguém conversar comigo ou ser meu amigo. E isso me incomoda muito. Além da TPM, tenho problemas emocionais sérios e tristes... Choro por qualquer coisa, seja ela motivada ou não. Me sinto incapaz, inútil, uma pessoa infeliz e vazia. Também me irrito por qualquer coisa (qualquer coisa mesmo), fico desanimada com diversos acontecimentos, outras vezes, fico com muito medo de perder minha família, minha própria vida ou de acontecer momentos de perda das pessoas que amo tanto. Quando as pessoas me vêem, acham que sou esquisita, metida, estranha, aquela que "não sabe conversar direito", tímida, caladona... Mas elas não sabem o que eu passo todos os dias (é um confronto internalmente para aparentar estar bem, sorrir e ser simpática o máximo que eu posso)... Quando saio da faculdade, por diversas vezes já chorei dentro do ônibus para não chorar na presença da minha mãe e irmão em casa. Já chorei por ter estudado tanto para uma matéria e não tirar nem mais do que a metade de pontos que eu merecia porque meu cérebro não conseguia reter informações novas e importantes da disciplina.


Tudo isso me afeta em todas as coisas, por isso, depois de ter uma conversa séria com minha mãe, resolvi procurar ajuda médica. Vou me distanciar de todas as minhas redes sociais e me tratar, porque é uma doença séria na qual pode gerar consequências sérias. Muitos acham que é frescura, mas é uma doença grave que pode causar morte se não tratada. É uma doença no nosso interior, subjetivo e intelecto, eu gosto de dizer que é a doença da alma, pois, quando ela não está bem, o resto não fica bem. Elaborei essa postagem para alertar, contando minha pequena experiência triste e incentivar àqueles que tem o mesmo problema que eu a procurar ajuda e tentarem viver a vida da melhor forma possível.
Saiba mais sobre a Depressão aqui.





Até a próxima!
Beijos. 


29 junho 2017

Mix fotos

Oi gente!
Para fechar a postagem do dia, trago fotos aleatórias para vocês. *--*
Vamos conferir?

Leitão adora uma câmera, nunca vi. ¬ ¬


Quando saímos cedo demais de casa. kkkk
Foto tirada às 05:45, sendo que minha aula começa às 07:35.
Felicidade quando pegamos nosso creminho da promoção, sendo que ele é bom demais da conta e foi de graça. ^^

Ingredientes para fazer um bolinho. kk 

Não sou a melhor cozinheira, mas dou meu jeitinho, até que não ficou tão feio, ficou gostosinho. ^^





Amor da minha vida, o mascotinho de casa. *--*

Feliz em saber que faço um dos melhores cursos da minha cidade maravilhosa. #Amaroquesefaz - Una


Dia 06/06 doei sangue pela segunda vez e foi uma das melhores coisas que aderi na minha vida, ser doadora fidelizada. 

Explicação do surgimento do nome: Belo Horizonte. 




Gostaram das fotografias? Comente!


Até a próxima!
Beijos. 


Reeducação alimentar, dieta de sucesso

Oi gente!
Durante minha semana de provas, devido à ansiedade e nervosismo, andei comendo demais e com o passar do tempo percebi o surgimento de gorduras e pneuzinhos. Fiquei decepcionada porque sofri tanto para estar no peso ideal que acabei engordando de novo. Pensei em fazer dieta rigorosa, mas o meu corpo não aguenta. Daí pensei, porque não fazer uma reeducação alimentar! Pesquisei a respeito e trago tudo para vocês.
Vamos conferir?



Primeiro de tudo, devemos saber que dieta não pode ser sinônimo de sofrimento e pular as refeições ou viver comendo salada não leva ninguém a perder peso e emagrecer. O segredo para eliminar peso e ter uma vida saudável é fazer reeducação alimentar. Isso não significa deixar de comer tudo o que gosta para viver de alimentos Light, frutas, verduras e legumes, muito pelo contrário! É aprender a comer de tudo, de uma forma equilibrada e sem exageros. Aprenda a acelerar seu metabolismo fazendo 6 refeições com pequenas quantidades por dia. O organismo vai perceber que não ficará tanto tempo sem receber comida e não precisará estocar e economizar calorias. Em duas semanas você começa a se sentir mais satisfeita com porções menores de alimentos.


  • Beba de 8 a 10 copos de água por dia. 
  • Evite consumir alimentos industrializados e fast food's. 
  • Prefira sucos naturais ao invés de refrigerantes. 
  • Inclua alimentos integrais no seu cardápio. 
  • Evite consumir alimentos ricos em gorduras, frituras, carne gorda, queijo amarelo, manteiga, etc.
  • Coma doces em pequenas quantidades depois do almoço, quando o corpo não recebe apenas o alimento e assim, não armazena todo o açúcar. 
  • Pratique atividade física regularmente. 




Faça em casa

Flexão simples: Fique com os pés e as mãos apoiadas no chão, na posição tradicional da flexão de braço. Com as palmas das mãos viradas para a frente, deixe-as a uma distância um pouco maior que a largura dos ombros. Contraia o abdômen e desça o corpo até quase encostar o chão. Volte à posição inicial. Não relaxe o abdômen, pois, você acaba tencionando as costas.
Faça 3 repetições de 10, com intervalo de 30 segundos entre as séries.


Abdominal reto: Deite sobre o colchonete, afaste um pouco as pernas e deixe-as flexionadas com os pés totalmente apoiados no chão. Com os cotovelos dobrados, encoste as mãos atrás da cabeça, contraia o abdômen e suba o tronco até tirar o ombro do chão. Realize repetições sem voltar o tronco à posição inicial e mantenha o tempo todo a contração do abdômen. Os cotovelos não podem se fechar próximo às orelhas e não encoste o queixo no peito porque assim você faz mais esforço com o pescoço do que com o abdômen.


Agachamento: Fique em pé com as pernas afastadas seguindo a largura dos ombros. Comece a curar as costas naturalmente para frente e os braços flexionados também, sem esquecer de deixá-los paralelos às pernas. Flexione o quadril e os joelhos até as coxas ficarem quase paralelas ao chão. Volte à posição inicial sem relaxar as costas e o abdômen. Quando agachar, garanta que os joelhos estão se movimentando sem "cair para dentro". Eles devem descer na direção dos pés. O pescoço deve estar alinhado com as costas.
Faça 3 séries de 15 repetições.



Alongamento: Dobre a perna direita para trás e tente encostar o calcanhar nos glúteos. Para ajudar no movimento, segure o pé que está no ar com a mão direita. Depois dos 30 segundos, volte a perna à posição inicial. Faça o mesmo movimento com a perna esquerda. Os joelhos devem ficar próximos e mantenha sua coluna alinhada. Flexione o cotovelo e coloque uma das mãos atrás da cabeça. Com a outra mão, toque a ponta do cotovelo flexionado. Segure por 30 segundos nesta posição.
Faça também com o outro braço.


Caminhada: Comece com uma caminhada de 20 minutos, 3 vezes por semana e vá aumentando aos poucos conforme seu ritmo, chegando no mínimo a 30 minutos de caminhada. Esse exercício ajuda a queimar calorias e melhora o condicionamento físico.


Corrida: Como este é um exercício de maior impacto, só corra depois que já estiver habituada a caminhar. Comece com treinos intervalados de corrida; 3 minutos de caminhada e 1 minuto de corrida, durante meia hora. Depois pode passar para 3 minutos de caminhada e 2 minutos de corrida. E assim, sucessivamente, até conseguir correr 30 minutos direto, sem intervalo de caminhada.


Bicicleta, patins, skate e pular corda: Ambos são ótimos para se divertir praticando uma atividade física e são muito bons para queimar calorias, além de trabalhar pesado nas pernas e glúteos. Não se esqueça de utilizar os equipamentos de segurança como capacete, cotoveleira, joelheira, etc. Na hora de pular corda, o exercício pode ser feito em qualquer lugar e sua prática ajuda a queimar muitas calorias, além de deixar pernas e bumbum durinhos, auxilia no desenvolvimento da coordenação motora.



Dicas de aplicativo: Desafio 30 dias fitness e Perder peso em 30 dias.  Tenho utilizado os 2 amei a forma de fazer exercícios, fácil de ensinar e garante a perda de algumas calorias.



Gostaram das dicas? Comente! 



Até a próxima!
Beijos. 

27 junho 2017

Resenha: Meu Pudinzinho de coco - Salon Line

Oi gente!
Trago para vocês uma resenha de produto que amei usar, baratinho e que proporcionou madeixas bonitas e bem cuidadas, estou falando do Salon Line, máscara hidratante capilar Meu Pudinzinho de Coco #todecacho.
Vamos conferir?



Sobre o produto: Aiaiai! Tá sentindo cheiro de novidade delícia no ar?!!Então segura que a emoção vai vir forte! Chegou Meu Pudinzinho de Coco – Tratamento Cosmético Pra Conquistar – {Uma hidratação delícia}, uma máscara capilar para hidratação com textura incrível que lembra o pudim mais gostoso que você já experimentou, e um cheirinho de MI-LA-GRE!! Você não vai acreditar nos benefícios que ela irá te trazer! É muitaaa emoliênica, sedosidade, nutrição… e o mais importante: restauração completa da fibra capilar! Ahhh e o cheirinho de coco?!?! DELICINHAA! Além disso é um produtinho VEGANO e LIBERADÍSSIMO, indicado para todas as curvaturas {2ABC, 3ABC e 4ABC} e para quem está em transição.

Dica: Se desejar hidratar ainda mais os cabelos, faça uma misturinha com o Amigo de Milho {Era uma vez uma super hidratação…}. Seus cachos nunca viram combinação como essa! É poderosa!




Minha opinião: Amei essa máscara de hidratação! 
Quando eu ia comprar um creme de hidratação, a vendedora vem com o papo de que o produto realmente funciona e ela usa, etc. Eu sempre fugi de comprar Salon Line com receio de não ser produto bom (ser apenas marketing sabe? kk). Foi aí que resolvi quebrar meu preconceito com a marca e comprei esse creminho de 500 g para testar nas madeixas.

ME SURPREENDEU!

Eu usei de acordo com a dica da embalagem, misturar "Amigo de Milho" no creme para potencializar a hidratação. Só que como não comprei no dia que adquiri o Pudinzinho, usei aquele amido de milho da geladeira e deu super certo. A textura do creme branco é muito boa, consistente e na hora que aplicamos no cabelo dá uma sensação gostosa nas mãos, além de poder notar como os cabelos recebem o produto (no meu caso, os fios ficaram mais brilhosos e muito macios na hidratação). O cheiro do creme é delicioso, suave e agradável. Senti meus cabelos muito macios e cheirosos.

Por eu ter complementado a hidratação com máscara de maisena (Ensinei a fazer aqui), os cabelos ficaram muito mais hidratados e quando escovei, ficaram baixinhos e com aspecto liso. Testado e aprovado!





Preço: Paguei R$ 16,99 nas Lojas Rede.




Gostaram da resenha? Comente! 



Até a próxima!
Beijos. 


Inspire-se: Papéis de parede para Whatsapp 3

Oi gente!
Mais uma semana começando, e achei mais válido começar o post com inspirações de papel de parede para o seu Whatsapp e celular ficarem mais bonitos e charmosos.
Vamos conferir?










































Qual foi o favorito de vocês? Comente!



Até a próxima!
Beijos.