Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

24 abril 2018

O que fazer para educar um cachorro extremamente ciumento?

Oi gente!
O post de hoje foi feito com muito carinho pelo Rafael, espero que gostem.


Ao fim de um dia cansativo, você se senta ao sofá com seu ente querido para namorar, e seu filhote se intromete. Late, ocupa espaço com seu corpinho, e aquela cena torna-se engraçada. É claro que o cachorro está com ciúmes! Cenas assim são comuns nos lares com animais de estimação. No entanto, o que interpretamos como ciúme, é apenas uma humanização do que é territorialismo de matilha dos cães. O animal assume a posição de líder da matilha e não aceita ter a atenção dividida.

O problema começa desde cedo, quando o tutor insere o filhote no convívio familiar e não se coloca como o líder, permitindo que o pequeno controle a rotina da casa - e até o próprio tutor-. É assim que receber visitas em casa fica difícil, porque o filhote não para de latir. Percebe-se o agravamento do sufoco quando, ao tentar fazer carinho em outro animalzinho, o pet mostra-se agressivo, late ou tenta avançar. São comportamentos que devem ser erradicados enquanto filhote, para não gerar maior stress na vida adulta.

Como ser um líder?

Líderes são calmos e assertivos. Antes de tudo, confie que você pode manter seu cachorro sob controle. Isso não faz mal para ele. Os cães são animais de matilha e vivem felizes sendo submissos a um líder do bando. Com isso em mente, estabeleça limites físicos. Se não quer que ele suba no sofá, escolha o lugar onde ele pode ficar e reforce-o positivamente com petiscos, para que o pet fique entretido (não dê muitos, para não o viciar!).

Ainda falando em limites físicos, quando for passar de um cômodo para o outro, faça seu amigo esperar que passe primeiro, para depois ele passar. O tutor deve seguir na frente, sempre como um líder. Quando receber visitas em casa, determine um perímetro para que seu parceiro espere sentado. Ele não deve sair de lá até ser convidado para participar. Este exercício vai fazer com que a mente do seu amiguinho se mantenha calma e equilibrada, evitando latidos e pulos fora de hora.


E se eu precisar apresentar um novo filhote?

Outra situação que causa muita dor de cabeça entre os tutores com relação ao ciúme é a introdução de um novo amigo a família. Segundo pesquisa do IBGE de 2015, temos uma média de 1,8 cão por domicílio e, para o cãozinho que já estava na família, muitas vezes, é um stress. Como dito anteriormente, cães são animais territorialistas, mas também gregários, ou seja, tem o instinto de se juntar e criar um “rebanho”. Sendo assim, apesar de ver que seu pet adulto não quer que você brinque com o filhote, saiba da grande chance de eles se tornarem grandes amigos no futuro!

Comece levando, logo de início, o filhote e seu cão adulto para uma caminhada. Filhotes tem energia muito alta comparada a de um animal adulto e vão incomodá-los se chegarem em casa assim. Caminhe com os dois, separadamente, para que gastem energia. Depois da caminhada, apresente-os em um ambiente controlado, e posicione-se como o líder da matilha que você é, mantendo a calma e a assertividade. Se perceber comportamentos inadequados do filhote, como querer pular, ou cheirar muito, toque nele com firmeza.

Abra a os dedos formando uma “boca” e faça um som como “não” ou “shh”. Cães se comunicam uns com os outro com toques e sons, e você precisa se comunicar da mesma maneira se deseja ser respeitado. A situação de comportamento inadequado pode ser inversa também. Se o cachorro mais velho rosnar quando você der atenção para o filhote, não ceda. Não recompense a atitude dele. Reforce positivamente quando ele brincar com o pequeno, ou quando vocês três compartilharem uma atividade juntos.


Por que o ciúme do meu cachorro não é “fofo”? 

Porque, nem entre os seres humanos, ciúme é um comportamento positivo. O ciúme parte de uma insegurança do outro a respeito de um medo de perder; como se a pessoa amada fosse posse dela. Humanizando o comportamento dos nossos amiguinhos, achamos que eles também esse tem medo de nos perder, e não é nada disso. É apenas o modo deles de mostrar quem manda na casa: eles mesmos, já que não permitem que ninguém encoste nos seus tutores. É por isso que este comportamento precisa ser corrigido!



Gostaram da postagem? Comente!


Até a próxima!
Beijos. 

14 comentários:

  1. Ahhh! Que gracinha, adorei!!
    Ótimo post, pois as vezes acaba sendo difícil lidar com isso!

    Beijos da Nah
    www.oxifalei.com.br

    ResponderExcluir
  2. Lady, eu tenho um Beagle... (o da segunda foto) e ele não é ciumento mas é um DESTRUIDOR! rs
    Como é filhote, ainda estamos nos acostumando com ele e gente... ele é terrível! Come tudo, destrói tudo e tem um pique enooorme! rs
    Beijooo
    Jake
    Blog Jake Badulake

    ResponderExcluir
  3. Que post interessante adorei saber mais sobre os doguinhos.
    http://www.colecionandosaudades.com/

    ResponderExcluir
  4. Excelentes dicas, eu tenho um cão com 2 anos pastor alemão cruzado e é super super ciumento! Vou tentar aplicar algumas das opções aqui apresentadas. :)
    Beijinho

    www.trendsandfashionblog.pt

    ResponderExcluir
  5. Não tenho cachorro, mas vou compartilhar nas minhas redes sociais. Certamente vai ajudar alguém.
    big beijos
    www.lulonthesky.com

    ResponderExcluir
  6. Adoreei!
    Meu cachorrinho que tinha 11 anos foi embora há 3 anos e eu morro de saudade dele.
    Não sei se ele sentia ciúmes, mas ele sempre latia para as pessoas e principalmente para outros animais =/

    Um beijo
    Jéssica Andrews Blog

    ResponderExcluir
  7. Aaaa amei esse post! Admito que apesar de seguir as dicas, eu sempre acabo mimando meus cachorrinhos!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
  8. São ótimas dicas a minha tinha e ainda tem um pouco de ciúmes da que a minha mãe adotou depois, mas ela só fica rosnando sabe?
    Eu brigo, separo e trato as duas iguais.
    Ela só tem mais ciúmes do meu pai mesmo.
    http://www.pamlepletier.com/

    ResponderExcluir
  9. Realmente o ciúme do cachorro é muito fofo, mas é preciso saber lidar com isso, adorei as dicas ❤
    www.blogsereiando.com

    ResponderExcluir
  10. Post super importante, Le. Meu cachorro tem muito ciumes, e ele sempre fica doido quando vem alguém em casa. É sempre bom ficar atento e tentar educar!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  11. Nice entry, I'm here for the first time and maybe I will stay longer!

    https://clicknorder.pk online shopping in pakistan

    ResponderExcluir
  12. Não tenho cachorro, mas achei o post ótimo!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião acima:
Beijos. ♥