26 março 2020

Efeitos e causas de uma má nutrição no nosso corpo

Oi gente!
Resolvi animar e escrever no blog... na verdade tinha tempo que queria voltar, mas preferia maratonar na Netflix ou no YouTube. Aí neste exato momento, peguei minha garrafa LIBRA cheia d'água, coloquei minha playlist favorita e aqui estou eu para desabafar e também postar alguma coisa aqui para vocês. Como vocês estão nessa quarentena? Eu não vi tanta diferença na minha rotina, porque é exatamente o que eu fazia antes do surgimento desse vírus... Ia para a faculdade, academia, estágio e o restante do tempo permanecia em casa. Com a conclusão do ensino superior, saí da academia (até porque eu não ia com tanta frequência e gastava dinheiro atoa), saí da DPMG e com essa restrição atual, estou em casa tendo compulsão alimentar na maior parte do tempo e com sintomas de depressão... Não é fácil. E às vezes isso me desanima porque paguei caro para ir numa boa nutricionista, segui a dieta por quatro dias e depois disso, só desandei... Traduzindo, acho que não perdi peso... não posso sair de casa para fazer minha caminhada ao ar livre, então estou sedentária (às vezes invento de assistir umas aulas de Zumba no YouTube, mas aí canso e no dia seguinte nem quero saber... haha). Ahn, contei que desisti de praticar espacate? (kkkk). Literalmente, aqui é o meu diário porque conto tanta coisa que acho que nem minha família sabe. Minha mãe desconfia dos meus transtornos alimentares, mas nem liga mais. Às vezes sinto falta do incentivo dela em me ajudar, mas parece que ela se cansou sabe? Assim como a depressão... Me sinto impotente nesses momentos, mas no fundo, meu interior cria forças para me ajudar a superar tudo isso. Nem sempre é frequente, mas é melhor que nada. 


A postagem de agora foi feita com muito carinho pela Juliana Rossi, que gentilmente preparou essa matéria muito bacana para vocês apreciarem. Serve de lição para mim também, pois, como se não bastasse a depressão, a compulsão alimentar agora faz parte da minha vida. 


Quando pensamos em má nutrição, logo nos vem à mente a desnutrição e a imagem de uma pessoa subnutrida que mal consegue ficar em pé. Mas acredite, a má nutrição tem a ver com muito mais do que isso. Não é apenas a falta de alimentos que causa uma má nutrição. O desequilíbrio entre as necessidades que nosso organismo tem dos nutrientes e a ingestão que fazemos deles, também pode ser o excesso de nutrientes. O fato é que realmente, como diz a famosa frase, “somos o que comemos”. Ou seja, não somente o que escolhemos comer, mas também a forma como preparamos o alimento e também como o ingerimos, diz muito a nosso respeito, além de afetar de formas diferentes o nosso organismo e seu funcionamento. Deixe-me ilustrar. 

Comer rápido demais, por exemplo. Você já teve uma experiência dessas? Dá uma tremenda má digestão! Por isso que sempre ensinam às crianças que é necessário mastigar muito bem a comida, pois além desse efeito colateral da má digestão, comer rápido também aumenta os riscos de doenças cardíacas e diabetes. Outro exemplo é consumir muita gordura. Acredito eu que na era do fast food, todos já cometemos tal pecado, não é mesmo? 

Sim, a gordura também tem sua importância no bom funcionamento do nosso organismo, atuando no controle da temperatura corporal, absorção de vitaminas e produção de hormônios, porém tudo o que é demais faz mal, e o consumo de gordura em excesso provoca doenças cardiovasculares como o infarto e o AVC (Acidente vascular cerebral), doenças dos rins, estômago e fígado. 


A falta de nutrientes é com certeza o problema mais citado quando pesquisamos sobre má nutrição

Como a maioria das pessoas não consegue ter uma dieta equilibrada com alimentos de todos os grupos alimentares, há uma crescente busca por vitaminas e suplementos na intenção de suprir as necessidades do organismo, porém é algo muito perigoso, se for feito indiscriminadamente e sem uma recomendação médica. O excesso de vitaminas também causa problemas no organismo, como sobrecarga renal e intoxicação devido ao excesso das vitaminas A, D, E ou K. 

Resumindo, se não houver equilíbrio, nosso organismo não funciona adequadamente. Se você percebe que algo não vai bem, preste atenção à sua alimentação. Preste atenção até mesmo se tem sentido uma vontade imensa de comer algo, pode ser seu organismo dando a dica do que precisa para melhorar. Algumas vezes ainda caio nos encantos do fast-food, depois fico enjoada, com dor de cabeça e de estômago, logo em seguida tenho muita vontade de comer hortelã. Então já aprendi que normalmente o antídoto desse veneno que é a gordura dos lanches rápidos está num belo copo de suco verde! Pensando nos efeitos da má nutrição, vamos entender por grupos alimentares, o que a falta de cada tipo de substância pode causar. 

  • Sintomas de falta de proteínas: As proteínas são vitais no nosso organismo. Elas ajudam na reparação do tecido, na oxigenação do corpo e no sistema imunológico. E é por isso que a falta delas gera esgotamento físico e mental, dores musculares e nas articulações, problemas de pele e unhas, queda de cabelo e falta de sono.

  • Sintomas de falta de carboidratos: Com a falta de carboidratos o corpo começa a converter a gordura em energia, o que pode sim, ter algum resultado nas dietas. O resultado vê-se na balança, mas não se engane, se não houver o consumo adequado de carboidratos, logo aparecerão alguns sintomas como a falta de ânimo, dores de cabeça, tontura, unhas fracas e flacidez muscular.

  • Sintomas de falta de Vitaminas: Como já vimos anteriormente, a ausência de vitaminas pode causar diversos sintomas, como a falta de atenção, sono diurno, fadiga, pele áspera e seca. Isso porque cada vitamina atua em uma função específica do organismo. A vitaminose (falta de vitaminas) é a ausência de nutrientes essenciais para que o organismo funcione bem e quando não é tratada, pode chegar a quadros de anemia, distúrbios metabólicos, raquitismo e cegueira noturna. 


A variedade é o segredo

Para evitar uma má nutrição é importante você entender as necessidades do seu organismo, aprenda a ouvi-lo e a compreender quais são suas necessidades. A variedade de frutas e verduras na alimentação vai ajudar bastante na sua nutrição. Faça dietas somente sob orientação médica pois, como vimos, algumas dietas podem apresentar resultados rápidos, mas pode gerar uma deficiência no organismo. E se você é vegetariano ou vegano, fique de olho no déficit proteico, pois o baixo consumo de proteínas nas refeições pode causar muitos danos no organismo. Lembra quando eu disse que a forma como preparamos e comemos os alimentos também faz diferença? Proponho que você gaste um tempinho preparando uma refeição especial, que além de saborosa e nutritiva, seja também de “comer com os olhos”. 

Depois sente-se e aprecie seu prato, coma devagar, desfrute do momento. Faça desta refeição uma demonstração de amor por você e quem sabe até, um hábito!


Gostaram da postagem? Comente!


Até a próxima!
Beijos.

8 comentários:

  1. Olha só, não sabia que falta de carboidrato poderia deixar a unha fraca.

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  2. Gostei imenso! Super informativo!

    https://little-cherry-wine.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Se esse post era necessário antes, agora, com pandemia, aí que ele se faz necessário mesmo! :) Vamos nos cuidar, né?

    Um beijo,
    Fernanda Rodrigues | contato@algumasobservacoes.com
    Algumas Observações
    Projeto Escrita Criativa

    ResponderExcluir
  4. Poxa, mas fazer uma reeducação alimentar é difícil mesmo amiga, muita gente passa pelo desânimo, ainda mais quando se tem depressão. O importante é que você não desista. Tenta se esforçar ao máximo e assim que a quarentena acabar, foco na academia e na dieta que tu perde peso sim. Sem dúvidas!
    Mas agora sobre o post: sempre tento variar no cardápio para comer de tudo um pouco e ficar bem. Foi algo que aprendi desde a infância e levo até hoje.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
  5. a gente realmente é aquilo que a gente come, temos que nos manter saudáveis o maximo possível de dentro pra fora

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lady!
    É sempre bom desabafar, tira um pouco do peso dos sentimentos ruins. Essa pausa, por mais que pareça não alterar a rotina, pode mexer um pouco com a gente. Mas fique forte, emanando energias positivas daqui!

    Abraçz
    Motivos Pelos Quais Estou Feliz Hoje

    ResponderExcluir