Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

17 janeiro 2019

Padrão de beleza 'ideal' não é saudável

Oi gente!
A postagem de hoje foi feita com muito carinho pela Luana Biral, espero que gostem!
Você já se questionou se aprova os padrões de beleza impostos pela sociedade? Muitas pessoas não concordam, mas acabam adotando esse padrão considerado, erroneamente, como ideal.


Considerando todas as conquistas femininas nos últimos séculos, como as mulheres puderam concordar com tais padrões? Será que alguém se pergunta qual é o reflexo e consequências dessa obsessão na vida das adolescentes? Por que a mídia não envolve, nesse sistema, as “gordinhas” e as mulheres mais velhas?

De acordo com especialistas, o excesso de vaidade gera um problema de saúde pública. Principalmente pelo fato de que os canais de publicidade e a mídia impõem esse padrão.

Com isso, as pessoas criam um desejo contínuo de estar cada vez mais próxima à perfeição e são capazes de fazer sacrifícios para estar dentro do padrão de beleza. Estudos confirmam que o “ideal” de beleza resulta na baixa auto-estima, anorexia, ansiedade e inadequação.

Não é de se admirar que pessoas de ambos os sexos sofrem de bulimia em diferentes faixas etárias.


Como o padrão de beleza “ideal” pode afetar, negativamente, as pessoas

Segundo pesquisas, as brasileiras sofrem muito com esse modelo de beleza e estão entre as mulheres com auto-estima mais baixa. E para alcançar o padrão de beleza “ideal”, também estão entre as que se submeteriam a diversas intervenções estéticas.

Tanto que o Brasil está entre os países com maior índice de mulheres que já realizaram cirurgia plástica e que se submetem a sacrifícios para alcançar a “beleza”. Entre as atitudes mais comuns, estão: dietas, cosméticos, malhação, medicamentos e atividades físicas no geral.

Embora o país ainda esteja passando por crise financeira, a indústria da moda não para de crescer. Em todos os pontos de marketing, podemos perceber a influência para um corpo “perfeito”. E quando falamos em “perfeição”, não estamos considerando ter todos os membros, mas sim, conforme os padrões de beleza impõem, nos referimos a um bom resultado na balança, uma barriga sarada, o cabelo ideal e alimentação com calorias controladas.

Mas como fugir desse padrão, se os meios de comunicação estão, constantemente, exibindo pessoas magras e em forma, com cabelos perfeitos e cheias de glamour?


O padrão de beleza no Brasil

O padrão de beleza nacional está em destaque entre as silhuetas que são consideradas perfeitas em alguns países. Mas será que existe mesmo um padrão de beleza brasileiro?

Somos um povo formado por diferentes etnias e essa mistura resultou em vários formatos de corpo. Porém, após uma pesquisa de rua entre perfis de corpo mais desejados pelas mulheres e apreciados pelos homens, estão o estilo “mulherão”, ou seja, um corpo que dá destaque às curvas generosas.

Popularmente dizendo, com bumbum, peitos e coxas avantajados, mas um corpo malhado e não “gordo”. Se comparar com o restante do mundo, as silhuetas mais apreciadas são as de uma modelo ou miss, como o modelo de beleza irreal que a famosa boneca Barbie impõe.

Outra pesquisa realizada foi sobre as medidas do corpo das brasileiras. Essa mostrou que 65% possuem medidas entre 1,58 e 1,64, sendo que outras 20% abaixo dessa média e 15% acima. A média de busto foi de 97,1 centímetros, enquanto de quadril foi de 102,1 e cintura 85,4 centímetros.

No geral podemos considerar que, mesmo a maioria dos entrevistados na rua prefira o corpo “mulherão”, ainda assim as brasileiras mudam os padrões de beleza ideal com o tempo.

Tempo atrás o bumbum avantajado era o que as mulheres mais buscavam, mas essa preferência foi superada pelos seios grandes. No caso das cirurgias estéticas, a lipoaspiração está no topo, seguida pela prótese de mama.

Mesmo em um país como o Brasil, em que existem diversos tipos de silhuetas e preferências, as pessoas ainda se preocupam muito em adquirir o corpo perfeito, o cabelo que está no auge, entre outros. 

E quando não se consegue realizar esse desejo, o resultado é o que se tem notado na área da saúde. Mulheres insatisfeitas com o corpo e que não conseguem ficar dentro desse padrão, imposto pela mídia, são depressivas e com baixa auto-estima.


E você, sabe reconhecer os limites do que a mídia dita como beleza? Consegue se defender dessa influência?


Gostaram da postagem? Comente!


Até a próxima!
Beijos. 

13 comentários:

  1. gostei mt desse post, oq temos como ideal tbm acho meio extremo, temos o quanto antes que nos livrar desses padroes

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Belíssima publicação :))

    Bjos
    Votos de uma óptima noite.

    ResponderExcluir
  3. Sabe que sou aquela que não me influencio pelo que vejo na mídia, mas já tive a faze que queria um cabelo super influenciada pelo que vinha no insta, kkkkk
    Beijos

    www.glamour2.com

    ResponderExcluir
  4. Post super explicativo e que denuncia exatamente a verdade: que a vaidade exagerada só gera "dores de cabeça" desnecessárias..
    Beijõess

    <a href="www.rapeizedinamica.bibizhttps://www.rapeizedinamica.biz</a>

    ResponderExcluir
  5. Achei ótimo esse post.
    Estou com uma Pesquisa de Público no blog e convido você para participar.
    big beijos,
    Lulu
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  6. Acho que idealizam demasiado sobre a mulher perfeita têm que ter "n" tamanhos e afins e isso acaba por vezes com auto estima das pessoas. Acho que não devia de existir padrões de beleza
    Rêtro Vintage Maggie | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  7. O padrão de beleza ideal que sempre estão nas redes sociais não existe. Estamos repletos de aplicativos, e cada dia que passa as pessoas fazem loucura pra ter uma beleza que só é conseguida através de montagens em fotos...
    Niceness Beauty

    ResponderExcluir
  8. Que post ótimo! Leidiana, preciso confessar que de tempos em tempos eu fico deprimida com esses padrões (vejo muito isso no Instagram) e minha autoestima vai lá em baixo.
    Beijos,

    https://lesjoursdemarcela.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post da Luana! Mas realmente é isso, é tanta pressão vindo da mídia, da sociedade, que a mulherada acha que é obrigação seguir esses padrões irreais. Mas os tempos estão mudando e a aceitação do corpo "comum", do corpo "natural que temos", está aumentando. E ainda bem!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  10. Bom dia Lady,

    Primeiro parabenizo pela postagem que aborda esse tema muito atual e pouco difundido.

    Quanto à esses padrões costumo dizer que são apenas rótulos. Refletindo podemos ver que: Nem todos produtos correspondem às especificações e conteúdo descritos em belos rótulos e embalagens. Não são todas belas peças de roupas impostas pela moda nos deixam mais belos e atraentes. Enfim, temos sempre esse confronto entre oque os olhos vêem é a realidade. Nada contra, aliás sou totalmente a favor de que devemos sim nos cuidar e buscar a evolução de nossa beleza externa, isso também é fundamental para nosso bem estar emocional, oque pode e é muito maléfico é paranóia em ser como um padrão comparativo imposto pelo capitalismo.

    Acho que escrevi demais rsrsrs. Mas o assunto é bem amplo né?

    Bjs

    Desejo um fim de semana de muita paz, ou, amor e harmonia.

    ResponderExcluir
  11. Olá Lady!
    Cá em Portugal, acho que os padrões são os mesmos. Eu tinha o cabelo castanho escuro e comecei a ter alguns cabelos brancos com quase 30 anos. Sempre pintei e quando fiz 39, o meu cabelo estava ressequido, estragado, fraco... Parecia um ninho de ratos, como nós dizemos aqui!
    Fiquei farta e deixei de pintar o cabelo e cortei curtinho e agora, com 41 anos, tenho o meu cabelo novamente saudável, comprido e grisalho. Já recebi elogios e já ouvi pessoas dizerem que cabelo grisalho é coisa de velhas. Mas se todo o mundo deixasse de pintar o cabelo, ia descobrir que é perfeitamente normal, os cabelos embranquecerem a partir de uma certa idade.
    Adoro o meu cabelo e nunca mais o vou pintar. E o que eu acho engraçado, é que muitas mulheres, principalmente mais velhas do que eu, me dizem que eu tive muita coragem em deixar de pintar o cabelo, quando a única coisa que eu fiz, foi deixá-lo no seu estado natural.
    Bom fim-de-semana!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião acima:
Beijos. ♥