25 março 2021

A dor do luto

Oi gente!

Aqui estou no meu quarto, morrendo de dor de cabeça e confesso que não podia deixar de desabafar tudo o que está entalado em mim. Às 22:00 e poucos minutos, minha tia ligou aqui em casa para dizer que o meu tio descansou. Ele estava com câncer na garganta, que acabou se espalhando pelo corpo todo e ontem ele desistiu de viver e de lutar. O coração chega a doer só de pensar no sofrimento que ele teve e a gente aqui em casa sem poder fazer nada. Desde setembro que meu tio não comia "comida de verdade" porque o câncer estava tão grande que não deixava ele nem tomar líquidos. Passou um tempo usando sonda pelo nariz, se alimentando de leite especial. Algumas pessoas da família pouco se lixando para a saúde dele, pareciam querer a morte dele de imediato... sem contar a empatia zero. 

Câncer é uma doença horrível, que não avisa quando chega e mata a pessoa aos poucos. Nesses meses depois da descoberta do câncer, vimos o meu tio se deteriorar aos poucos... emagrecendo, perdendo os cabelos, ficando debilitado, praticamente se tornando um bebê (pois precisou usar fraldas e mais ainda, precisava de carinho e cuidados especiais). Ele foi um guerreiro, lutou até onde não podia mais e ontem à noite nos deixou. O que me deixa aliviada é que ele finalmente pode descansar e viver em um lugar que não há violência, doença e nem dores. Peço a Deus que Ele tenha acolhido o meu tio e dado um lugar digno para ele descansar eternamente. O que resta é a saudade. Sempre lembrarei das conversas que ele tinha com minha mãe e avós, das risadas e até dos tapas fortes nas costas na hora de cumprimentar. 

Que Deus conforte o coração da minha mãe que está muito sentida com mais uma perda... primeiro foi a do meu pai, da melhor amiga e agora do irmão mais velho. Minha mãe é muito reservada na dela e quase nunca chora na minha frente ou na presença do meu irmão. Mas sei que no fundo ela sofre e guarda suas emoções para si. Eu sou o contrário... não consigo controlar as emoções e desabo no choro, em qualquer lugar que eu esteja. Prometi para mim mesma a pesquisar mais sobre como superar a dor do luto... nossa cultura brasileira nesse quesito é muito pesada, ainda mais quando envolve a religião no meio. Eu me lembro que quando o "meme do caixão" estourou, eu vi o que havia por trás daquilo tudo e fiquei maravilhada em como os africanos encaram a morte de um ente querido; eles encaram com uma festa (não porque a pessoa que morreu era insuportável ou algo do tipo), mas porque a pessoa viveu o suficiente aqui na Terra e foi para um patamar muito melhor que esse em que vivemos. Vi isso no canal "Você Sabia?" link do vídeo aqui (https://www.youtube.com/watch?v=EUE8L3k1guI)

Mais tarde eu voltarei para contar uma novidade de parceria, pois estava tão empolgada para compartilhar, mas depois da morte do meu tio eu fiquei bem desanimada, mas como prometi a empresa que faria a postagem ainda hoje, vou cumprir com o combinado porque preciso trabalhar aqui no blog. Espero que compreendam, não sou muito de fazer isso, mas minha mãe me ensinou que o melhor jeito de superar a dor do luto ou da decepção é trabalhando, pois assim a gente ocupa o tempo e a cabeça para não pensar nas coisas ruins da vida. 


Até a próxima!
Beijos.


4 comentários:

  1. Sinto muito, Leidi! Câncer realmente é uma doença horrível, levou meu vô e minha vó há muitos anos. Que vocês consigam conforto pra seguir em frente, seu tio está em um lugar melhor com certeza. Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelas palavras de conforto amiga.

    ResponderExcluir
  3. Oi Leidiana!
    Sinto muito pelo seu tio, meus sinceros sentimentos.
    A gente fica impotente diante de uma morte de um ente querido, não tem como negar, que é uma perda imensurável.
    Tive duas perdas que me deixaram bastante fragilizado recentemente: a do meu pai, em 2014, e a da minha esposa, no começo de 2020. São momentos difíceis, com certeza. Mas com o tempo a dor vai se amenizando, nunca desaparecerá totalmente.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gui!
      Muito obrigada pelas condolências, não é fácil perder os nossos entes queridos mas infelizmente faz parte da vida. O luto nos deixa fragilizado e até sem forças para continuar, mas gosto de pensar e acreditar que as pessoas que amamos estão em um lugar bem melhor que o nosso e isso de certa forma me conforta.
      Torço do fundo do meu coração que você consiga seguir em frente, o luto é uma fase muito difícil de passar e só com o tempo conseguimos amenizar a dor.
      Beijos.

      Excluir